Mostrar menú principal Ocultar menu principal
Básico
Avançado

5 Dicas para reduzir o risco ao investir num franchising

5 Dicas para reduzir o risco ao investir num franchising

Os franchisings são vistos como um modelo de negócio facilitado e profissional, sem que seja exigida experiência (uma vez que será dada formação para que se exerça a atividade) e que evolui de braço dado com empreendedores já intrusados no meio que acabam por ter o papel de “mestres” no que diz respeito ao negócio. Estes empreendedores, mais conhecidos como franchisadores, têm o dever de acompanhar o percurso dos seus franchisados, percurso este iniciado bem antes da abertura oficial do espaço, dando uma formação inicial, que tem como objetivo preparar o franchisado para o negócio, e um acompanhamento contínuo, de forma a estarem sempre presentes e disponíveis para assessorar o franchisado em qualquer problema/dificuldade que possa surgir.

 

Apesar deste modelo de negócio já ser bem conhecido e até muito utilizado em todo o mundo, existem sempre riscos. As redes de franchising, mesmo sendo negócios testados previamente, não asseguram o sucesso total do franchisado – um dos maiores receios dos empreendedores que estão a pensar investir no seu próprio negócio sob este modelo. E é exatamente por este fato que hoje, no Comprarfranchising.com, lhe facultamos algumas dicas para que reduza o risco ao investir num franchising.

Antes de conhecer as nossas dicas, é importante que esteja bem a par do que é abrir um franchising e como se processa tal abertura – conheça as regras deste jogo na nossa anterior publicação “Quero abrir um franchising!”.

Conheça agora 5 dicas para reduzir o risco ao investir num franchising:

1. Começe por si mesmo
O primeiro passo e, quiçá, o passo mais importante, é ter a certeza. Sabe o que quer? Conhece-se bem? Quais são as suas expetativas ao abrir um negócio em franchising? O que espera do seu franchisador? Vê-se a fazer “isto” no futuro?” Coloque estas questões a si próprio e responda honestamente, afinal é o seu futuro que está em jogo.


2. Tem capacidades financeiras?
Agora que sabe o que quer, chegou a hora de filtrar os selecionados pelo que “pode” ou não comprar. A nossa dica é simples: assegure que tem o budget necessário para este investimento. Algumas redes de franchising facilitam o financiamento, contudo, é importante que não se deixe iludir por estas promessas. Na realidade, para abrir um franchising terá sempre de recorrer ao seu próprio dinheiro (no minímo metade) mesmo com a ajuda do financiamento.


3. Estudar todas as opções
Se iniciou agora a sua pesquisa por franchisings, tente não se apaixonar à primeira vista. Caso isto aconteça irá perder a oportunidade de conhecer mais negócios. Analise, compare, peça informações e depois sim, escolha.


4. Não se deixe levar por modas
Esta dica está diretamente relacionada com a primeira: “Começe por si mesmo” – Não se deixe influenciar pelas modas. Na sua pesquisa, estamos certos de que se irá deparar com centenas de negócios que se assumem como uma moda com bastante procura. Contudo, esta moda corre o risco de ser uma moda passageira. Normalmente estes conceitos são inovadores e correm sempre o risco de não se adaptarem a longo prazo nem de se ajustarem ao perfil do franchisado. Há que estudar afincadamente estes casos.


5. Conheça bem o seu franchisador
Antes de assinar o contrato de franchising, faça por conhecer melhor o seu franchisador – pessoalmente de preferência. As novas tecnologias permitem-nos comunicar de um ponto do mundo para o outro de forma rápida, cómoda e rentável, no entanto o nosso conselho passa por não se acomodar a esta facilidade comunicacional. Faça a viagem até ao seu franchisador, só terá a ganhar! Mais uma dica: não se acanhe, faça perguntas e esclareça dúvidas, está no seu pleno direito – afinal está a apostar o seu futuro nesse negócio.